02
ago

Conheça o alongamento dinâmico – mais eficiência na hora do treino

Alongamento dinâmico: mais eficiência na hora do treino
Os alongamentos são movimentos voltados para o aumento da flexibilidade muscular, que contribuem com o aquecimento antes do treino e relaxamento posterior, por isso devem ser praticados antes e após a prática da atividade física. São exercícios que promovem o estiramento das fibras musculares, permitindo que elas aumentem seu cumprimento, além de auxiliar o corpo a realizar a transição diária da inatividade para uma ação mais forte, sem correr o risco de tensões e lesões indevidas. Eles são importantes, principalmente, para quem pratica atividades físicas mais desgastantes, como uma corrida.
Diferente do alongamento comum, chamado de estático, no  qual o corpo fica parado, o alongamento dinâmico envolve a movimentação de partes do corpo que, gradualmente, aumentam sua amplitude e velocidade. Normalmente, são exercícios caracterizados por movimentos pendulares e repetitivos. Muitos profissionais acreditam que este tipo de exercício pode ser mais eficaz se realizado antes do treino.
Para esclarecer sobre o tema, entrevistamos o personal trainer Carlos Klein, da equipe Movimente-se (www.movimente-se.com). Confira:
1)O que é o alongamento dinâmico e qual a sua importância?
O alongamento dinâmico é uma forma de exercício que trabalha a flexibilidade de forma mais eficiente, pois explora a capacidade de ativamente levar cada articulação ao seu ponto de máxima amplitude, por meio da utilização de todos os músculos envolvidos naquele movimento. Ele consiste em deslocações lentas que, gradativamente, vão ampliando a mobilidade articular.
2)Quais exercícios são feitos neste tipo de alongamento?
Existem muitos exercícios que podem ser utilizados na forma de alongamento dinâmico, como por exemplo elevação de joelho, flexão de quadril e agachamentos.  Os movimentos utilizados são naturais e se assemelham às posições da Ioga e Pilates. O importante é trabalhar o corpo todo em diversos planos de movimento, aumentando a capacidade funcional de todas as articulações.
3)Quantas repetições de cada exercício são necessárias e por quanto tempo?
O ideal é repetir cada movimento por seis vezes, segurando a posição de amplitude máxima (aquela que causa mais desconforto), por aproximadamente dois segundos.
4)O alongamento dinâmico deve ser realizado antes e depois do treino? Por quê?
O alongamento dinâmico deve ser realizado, principalmente, antes do treino, pois é uma excelente maneira de deixar o corpo todo preparado para a tarefa a seguir. Este tipo de alongamento proporciona um aquecimento dos músculos e do tecido conjuntivo, que envolve as articulações, diminui o risco de lesões e melhora a performance nos treinos.
5)Qual a diferença desse alongamento para o tradicional?
A principal diferença é o movimento. O alongamento tradicional, mais conhecido como estático, consiste em segurar uma posição de forma passiva, a fim de aumentar a amplitude da articulação. Esse sistema é menos eficiente do que o alongamento dinâmico, pois não conta com o princípio da inibição recíproca, no qual ao contrair um músculo para realizar o movimento, o sistema nervoso automaticamente relaxa seu agonista, permitindo um ganho de amplitude. Esse conceito é a base do alongamento dinâmico.
6)Quais os principais músculos/partes do corpo envolvidos no alongamento dinâmico?
No alongamento dinâmico, todas as partes do corpo são trabalhadas.
7)Que benefícios ele proporciona para quem pratica algum esporte, como natação, vôlei entre outros?
O benefício mais evidente é uma maior proteção contra lesões. Outros benefícios, como maior concentração no treino, maior rendimento e eficiência motora também devem ser notados.

Os alongamentos são movimentos voltados para o aumento da flexibilidade muscular, que contribuem com o aquecimento antes do treino e relaxamento posterior, por isso devem ser praticados antes e após a prática da atividade física. São exercícios que promovem o estiramento das fibras musculares, permitindo que elas aumentem seu cumprimento, além de auxiliar o corpo a realizar a transição diária da inatividade para uma ação mais forte, sem correr o risco de tensões e lesões indevidas. Eles são importantes, principalmente, para quem pratica atividades físicas mais desgastantes, como uma corrida.

Diferente do alongamento comum, chamado de estático, no  qual o corpo fica parado, o alongamento dinâmico envolve a movimentação de partes do corpo que, gradualmente, aumentam sua amplitude e velocidade. Normalmente, são exercícios caracterizados por movimentos pendulares e repetitivos. Muitos profissionais acreditam que este tipo de exercício pode ser mais eficaz se realizado antes do treino.

Para esclarecer sobre o tema, entrevistamos o personal trainer Carlos Klein.

1)O que é o alongamento dinâmico e qual a sua importância?

O alongamento dinâmico é uma forma de exercício que trabalha a flexibilidade de forma mais eficiente, pois explora a capacidade de ativamente levar cada articulação ao seu ponto de máxima amplitude, por meio da utilização de todos os músculos envolvidos naquele movimento. Ele consiste em deslocações lentas que, gradativamente, vão ampliando a mobilidade articular.

2)Quais exercícios são feitos neste tipo de alongamento?

Existem muitos exercícios que podem ser utilizados na forma de alongamento dinâmico, como por exemplo elevação de joelho, flexão de quadril e agachamentos.  Os movimentos utilizados são naturais e se assemelham às posições da Ioga e Pilates. O importante é trabalhar o corpo todo em diversos planos de movimento, aumentando a capacidade funcional de todas as articulações.

3)Quantas repetições de cada exercício são necessárias e por quanto tempo?

O ideal é repetir cada movimento por seis vezes, segurando a posição de amplitude máxima (aquela que causa mais desconforto), por aproximadamente dois segundos.

4)O alongamento dinâmico deve ser realizado antes e depois do treino? Por quê?

O alongamento dinâmico deve ser realizado, principalmente, antes do treino, pois é uma excelente maneira de deixar o corpo todo preparado para a tarefa a seguir. Este tipo de alongamento proporciona um aquecimento dos músculos e do tecido conjuntivo, que envolve as articulações, diminui o risco de lesões e melhora a performance nos treinos.

5)Qual a diferença desse alongamento para o tradicional?

A principal diferença é o movimento. O alongamento tradicional, mais conhecido como estático, consiste em segurar uma posição de forma passiva, a fim de aumentar a amplitude da articulação. Esse sistema é menos eficiente do que o alongamento dinâmico, pois não conta com o princípio da inibição recíproca, no qual ao contrair um músculo para realizar o movimento, o sistema nervoso automaticamente relaxa seu agonista, permitindo um ganho de amplitude. Esse conceito é a base do alongamento dinâmico.

6)Quais os principais músculos/partes do corpo envolvidos no alongamento dinâmico?

No alongamento dinâmico, todas as partes do corpo são trabalhadas.

7)Que benefícios ele proporciona para quem pratica algum esporte, como natação, vôlei entre outros?

O benefício mais evidente é uma maior proteção contra lesões. Outros benefícios, como maior concentração no treino, maior rendimento e eficiência motora também devem ser notados.

comente
Compartilhe este post


Seja o primeiro a comentar!!!

Faça um comentário

Moderno

 

Old School

Rua Dr. Florêncio Ygartua, 188 - Térreo
Moinhos de Vento - CEP 90430-010
Porto Alegre / RS
Brasil

(51) 3072 6875

(51) 3028 8266

©Mauren Motta por Aldeia