04
mai

CHANEL EM CUBA: MODA PRA QUEM?

Chanel desfilou ontem sua Cruise Collection 2016-2017 no famoso Paseo del Prado em Havana. Foi o primeiro desfile internacional que o país recebeu desde a revolução comunista em 1957. Celebridades do mundo todo apareceram por lá para ver o espetáculo que foi inspirado nas cores e na riqueza cultural do país. Protegidos pela polícia local, só convidados tinham acesso ao desfile.

Um desfile da Chanel em Cuba é um paradoxo num país comunista que, durante décadas, levou o ideal igualitário até à vestimenta. Por décadas, os cubanos compravam o mesmo modelo de roupas e sapatos, tendência que foi desaparecendo nos últimos 25 anos, com uma cautelosa e lenta abertura do mercado.

Levando-se em conta que o povo ganha em média U$25,00 por mês por lá, imagine a reação da população ao se deparar com um desfile que cada peça custa em torno de U$40mil… Show apenas pra gringo ver.

Na década de 1990, a moda cubana experimentou um revival, inclusive com o apoio do Estado, que abriu espaços para desfiles de moda e encontros sociais. Em Cuba, as pessoas sabem costurar suas próprias roupas. Há muitos bons estilistas. A recuperação da indústria da moda no país é muito lenta porque exige um mercado forte que ainda não conseguiu alcançar devido a economia nacional.

Viva a moda e sua falta de senso de realidade!

Mega passarela de 160 metros para o desfile da Chanel ©Reprodução

destaques-desfile-chanel-cuba

 

 

 

comente
Compartilhe este post


Seja o primeiro a comentar!!!

Faça um comentário

Moderno

 

Old School

Rua Dr. Florêncio Ygartua, 188 - Térreo
Moinhos de Vento - CEP 90430-010
Porto Alegre / RS
Brasil

(51) 3072 6875

(51) 3028 8266

©Mauren Motta por Aldeia